7 maneiras (sem traumas) de falar sobre Papai Noel com seu filho


Redação It Mãe
por: Redação It Mãe
Nosso it-team produz o conteúdo mais antenado para mães
Maneiras de falar sobre o Papai Noel com crianças It Mãe

A não ser que o seu filho nunca tenha acreditado no Papai Noel, chegará o temido momento em que ele te confrontará a respeito da existência do bom velhinho. E aí? Contar a verdade, mentir, inventar uma história… Qual é a melhor postura nesse momento?

Afinal, não existe fórmula mágica para ter esta conversa sem que a criança fique triste, chateada ou se sinta engana. Por isso, separamos 7 maneiras (sem traumas) de falar sobre o bom velhinho com seu filho.

1. Use poesia!

Uma boa maneira de discutir a existência do Papai Noel sem dizer que ele realmente não existe é usar um pouco de poesia. Diga que ele não existe fisicamente, como uma pessoa real, mas que existe no pensamento e no coração de todos aqueles que acreditam, como as pessoas que já partiram e não estão mais entre nós.

2. Aposte na magia

Papai Noel é uma ótima conversa para explicar ao filho a importância dos símbolos, isso é, aquilo que não existe física e efetivamente, mas que significa muito e traz magia à vida, como os próprios sentimentos de amor e alegria, por exemplo, que não podem ser vistos e tocados, mas existem.

3. Você pode acreditar, se quiser!

Em vez de entregar uma resposta mastigada ao seu filho, que tal devolver a pergunta? “O que você acha, filho?”. Conduza a conversa de maneira a fazê-lo chegar a uma conclusão por si só, com suas próprias certezas e argumentos.

Aproveite esse momento de reflexão para explicar que existem coisas que são verdades inquestionáveis no mundo, mas outras que são questão de opinião e fé, então podemos (ou não) acreditar.

4. Papai Noel existe… dentro da gente 😉

Se o seu filho for mais “duro na queda” e exigir uma resposta firme, talvez seja melhor não mentir e assumir que ele não existe, mas explicar para o pequeno sobre a mensagem de paz, amor, esperança e solidariedade do bom velhinho.

5. Sim, você pode escolher acreditar

Aqui vai uma resposta bem clichê e cheia de poesia, mas que pode servir principalmente para crianças menores: “Se você acredita em Papai Noel, ele acredita em você”.

6. Papai Noel não existe… mas não conta pra ninguém, tá?

Se o seu filho falar realmente ter descoberto que o Papai Noel é uma mentira e não admitir mais conversa sobre o assunto, vale bolar uma história para que ele não estrague o Natal de outras crianças.

7. O Natal seria menos divertido sem Papai Noel

Ser bastante franco e sincero é uma boa opção para filhos mais velhos e com senso crítico já mais desenvolvido. Então, você pode ter uma conversa bem séria com ele e explicar que o bom velhinho não existe, mas que é uma tradição que deixa o Natal mais divertido para todo mundo.

  • Redação It Mãe

    Nossa equipe está sempre super antenada produzindo o melhor conteúdo para as mães. Tem alguma sugestão? Mande para contato@itmae.com.br

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e
serviços que facilitam sua vida de mãe ;)