Dicas para facilitar a mamada noturna


Daniela Folloni
por: Daniela Folloni
Jornalista fundadora e diretora de conteúdo do Portal It Mãe

A amamentação noturna é de extrema importância para o crescimento e desenvolvimento do bebê, especialmente nos primeiros meses. Porém, a gente sabe que acordar no meio da noite para dar de mamar não é fácil para todas as mães. Se manter acordada e disposta (ainda mais quando o dia já foi super puxado) se torna um desafio e tanto! Confira as dicas de uma especialista para tornar esse momento mais prazeroso e confortável.

1. Escolha o local
O cantinho de amamentar merece toda a atenção, pois ele é cenário de um momento muito importante nos primeiros meses do bebê . O ambiente deve ser definido pensando na mãe e no filho, já que os dois passarão muito tempo juntos no local. “Para facilitar a mamada noturna, o ideal é que o local destinado à amamentação seja no quarto”, diz a pediatra Márcia Reis, de São Paulo.

2. Melhor posição
Para bloquear o cansaço de acordar durante a noite para amamentar e evitar dores nas costas, escolha uma posição que garanta mais conforto. O modelo da poltrona pode ajudar. “Prefira uma poltrona com braço. E cuide para que as suas costas esteja retas e sempre apoiadas, nunca recostada para trás. É importante que os pés estejam apoiados no chão ou em um banquinho. Também podem ser usadas almofadas para apoiar costas e braços”, ensina Márcia Reias. Segundo a especialista, o bebê não deve estar com roupas que possam incomodá-lo e deve ficar com o corpo voltado para a mãe, com a cabeça alinhada e braços e pernas livres.

3. Durma você também
Enquanto não voltar da licença-maternidade, aproveite os momentos em que seu bebê está dormindo para descansar (não tente ser a super mãe que faz tudo durante o dia e durante a noite! Você só vai ficar esgotada e irritada). Assim, na hora da mamada noturna não estará tão exausta a ponto de correr o risco de cochilar amamentando. Com o tempo, a gente acaba se acostumando a acordar no meio da noite – sim, mãe se adapta a tudo!

4. Preste atenção ao bebê
Você tem de acordar várias vezes à noite para amamentar? Talvez isso esteja acontecendo porque o bebê dorme antes de mamar o suficiente. “Nesse caso, o melhor é prestar atenção no bebê e tentar mantê-lo acordado. Mexer na roupinha, segurar levemente seus pezinhos, mãozinhas e bochechas de tempos em tempo ajuda a espantar o sono”, explica.

5. O pai pode ajudar
Não faça tudo sozinha. É claro que o pai não pode amamentar, mas pode auxiliar você nesse momento e em outras tarefas para aliviar o cansaço, como dar banho no bebê, trocar a fralda, assumir o papel de assistente durante a amamentação, trazendo água para a mãe e ajudando a manter o bebê acordado, ou ser o responsável pelo momento do arroto da criança, ao final da mamada, ou no intervalo entre um peito e outro.

E quando tirar a mamada noturna?
Segundo a médica, não existe uma regra de quando o desmame noturno deve ser feito. Nos primeiros meses não é recomendado que o bebê passe muito tempo em jejum. Quando ele fica maiorzinho e se aproxima dos 12 meses, é preciso fazer uma avaliação, junto a um pediatra, se as mamadas noturnas acontecem por necessidade ou hábito. Uma forma de avaliar se o bebê tem mesmo fome é observar o tempo da mamada da madrugada. Se forem poucos minutos, há boas chances de ser um hábito. Nesse caso, a saída é procurar acalmar a criança quando ela acorda de madrugada e, aos poucos, abandonar a amamentação nesse período.

  • Daniela Folloni

    Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e
serviços que facilitam sua vida de mãe ;)