5 razões para assumir os cachos


Débora Lublinski
por: Débora Lublinski

cabelo_mulher_cachos

Os finalizadores mais modernos facilitam os cuidados dos cachos (Foto: 123RF)

O fim da ditadura do cabelo liso parece ter chegado ao fim. É cada vez mais comum ver mulheres assumindo os fios ondulados, cacheados ou crespos. Se antes elas alisavam — com escova ou química –, agora elas se orgulham de não fazer parte de um padrão imposto. Precisa de mais razões para aceitar o seu cabelo do jeito que ele é? Lá vão:

 Está na moda!

Os últimos desfiles, nacionais e internacionais, não priorizaram um único padrão de beleza. A maquiagem e o penteado das modelos foram pensados individualmente para favorecer os pontos fortes de cada uma delas. Muitas cacheadas aparecerem, entre elas a top model capixaba Ari Westphal, que, com seu cabelo crespo e curto, roubou a cena.

O corte da vez favorece as ondas

Trata-se do bob, em inglês, ou corte chanel, que vai até a altura do ombros ou um pouco mais curtinho. De acabamento reto com um leve repicado nas pontas, o corte ajuda a controlar o volume e a definir os cachos. Além disso, a textura da moda está longe de ser lisa. A aposta dos cabeleireiros é o ondulado. Tanto que o wob hair (de waves + bob) virou febre entre as celebridades.

Estraga menos o cabelo

Quem fez alisamento sabe: mesmo com tecnologia mais moderna, contendo ativos hidratantes e reconstrutores, os produtos à base de tioglicolato ou hidróxidos (substâncias que alisam) danificam, e muito, o cabelo — isso sem falar do formol, que é proibido. O calor do secador e da chapinha também contribuem para o ressecamento e para a quebra assim como a tração mecânica com a escova e com a prancha (que arrancam fios). Bom que você ficará livre de tudo isso ao assumir os cachos — e também vai sobrar mais tempo na hora de se arrumar.

Os finalizadores estão melhores

Lembra dos primeiros cremes para pentear? Eles deixavam o cabelo com um toque endurecido e os cachos ficavam rígidos, sem movimento. Ainda bem que evoluíram. Hoje existem diversos tipos de finalizador para definir cachos: em creme, spray, óleo, mais leves para fios finos, mais densos para os grossos, com pouco ou muito controle de frizz e por aí vai. Em comum, todos contém ativos hidratantes (para tratar o cabelo) e silicones e polímeros com moléculas menores. Dessa forma, são capazes de controlar o volume e o arrepiado sem que resíduos se acumulem no fio — é isso que dá aquele efeito pesado!

As amigas apoiam!

Não faltam blogs, sites, fóruns e grupos nas redes sociais conversando com a mulher que tem cabelo crespo. Neles, há uma troca intensa de dicas e truques de como cuidar dos cachos, fazer penteados, destacar o visual. Um assunto que ganhou força entre as cacheadas é o low poo e o no poo, um processo de lavagem dos fios com um xampu que tenha pouco ou seja livre de sulfato, um tipo de detergente. Como o fio crespo é naturalmente mais seco, optar por fórmulas mais suaves ajuda a manter o cacho mais forte e bonito. Várias marcas de cosméticos estão investindo nesse tipo de composição. Fique atenta ao rótulo! 

  • Débora Lublinski

    Jornalista e mãe da Marina, Débora Lublinski trabalhou por 15 anos em revista feminina cobrindo beleza, saúde e bem-estar. Mas não vive apenas de glamour e sabe bem o malabarismo que é se cuidar sem descuidar dos filhos, da casa, do casamento e da carreira

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e
serviços que facilitam sua vida de mãe ;)