6 curiosidades sobre amamentação


Priscila Maximino
por: Priscila Maximino

 

amamentação

Você sabia que o leite materno muda de composição no decorrer da mamada? (Foto: CrayonStock)

Que amamentar tem inúmeros benefícios para o bebê (e para a mãe também!) já está mais do que comprovado. Ainda assim, você vai se surpreender com as curiosidades a seguir:

1) O colostro, como é chamado o líquido que precede o leite materno e que “desce” logo após o parto, contém três vezes mais proteínas que o leite normal. Boa parte dele é composta pela imunoglobulina A (IgA), um tipo de anticorpo. Por essa razão, o colostro costuma ser chamado de “primeira vacina”.

2) O leite materno muda de composição no decorrer da mamada, sabia? A primeira parte tem mais água, já a segunda, no finalzinho, mais gordura. A composição também muda conforme o seu filho cresce, para se adaptar às necessidades nutricionais de cada fase desse início de vida;

3) É o próprio bebê quem regula a quantidade que quer e/ou precisa mamar – e quanto mais ele suga, mais leite a mãe produz. Isso o ajuda a identificar as próprias sensações de fome e saciedade;

4) Amamentar estimula todos os sentidos da criança, seja pelo contato pele a pele com a mãe, seja pelo cheiro dos seios e do leite. Além disso, embora a visão não esteja completamente desenvolvida nos primeiros seis meses de vida, a distância entre o rostinho do bebê e o da mãe (aproximadamente 30 cm) é ideal para que ele consiga enxergá-la perfeitamente!

5) Já vem na temperatura ideal! Isso sem falar que não precisa comprar ou preparar. Mais prático impossível;

6) Durante a amamentação, o estímulo da sucção ajuda a liberar hormônios no organismo materno que favorecem a contração do útero, o que favorece a recuperação da mãe no pós-parto.

Cuidados para amamentar mais e melhor

A recomendação de lavar as mãos antes de pegar o bebê vale também para o momento da amamentação, não custa lembrar. Do contrário, bactérias e outros germes presentes ali podem ser transmitidas ao pequeno. No entanto, não precisa ficar lavando os seios antes e depois de dar o peito. Basta manter a higiene do banho normalmente, limpando a região apenas com água. Evite produtos que modifiquem o aroma natural da pele, para que o bebê continue reconhecendo seu cheiro, ou que a ressequem. E nada de ficar comparando o quanto o seu bebê mama com o filho da sua amiga, vizinha, etc. Tanto a produção de leite (que está relacionada à sucção do seio), quanto a quantidade que ele vai mamar variam conforme a necessidade do bebê.

  • Priscila Maximino

    Especialista em nutrição infantil, a nutricionista é mestre pela Universidade Federal de São Paulo, pesquisadora do Instituto de Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil (Pensi) do Hospital Infantil Sabará e autora do livro Guia Descomplicado da Alimentação Infantil, além de mãe de Davi e Ester

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)