5 alimentos para turbinar a saúde do seu filho


Natália Folloni
por: Natália Folloni

Imagem criança comendo

(imagem: FreeImages)

Uma alimentação equilibrada, você sabe, é fundamental para o desenvolvimento das crianças. O que, em resumo, significa preferir comida de verdade – com variedade de carboidratos, proteínas, gorduras boas, vitaminas e minerais – aos industrializados, que são muito calóricos e de pouco valor nutricional. Confira cinco alimentos que podem turbinar a saúde dos seus pequenos.

1) Leite materno
Até aos 6 meses de idade, é tudo o que o bebê precisa, por ser completo de fácil digestão. Além disso, possui anticorpos, que evitam diversas infecções nessa fase, e combate a obesidade infantil. Se por algum motivo você não puder amamentar, é necessário oferecer uma fórmula infantil adequada, com a orientação do pediatra. O leite de vaca só está liberado a partir do primeiro ano de vida.

2) Peixe
 A carne de peixe pode e deve ser oferecida aos bebês a partir dos 6 meses de idade, como recomenda a Sociedade Brasileira de Pediatria. Os pescados de água fria, como sardinha e salmão, por exemplo, são ricos em ômega 3, um tipo de gordura essencial para o desenvolvimento cognitivo das crianças. Esse tipo de proteína, mais magra que a carne vermelha e a de frango, também é fonte de ferro e minerais.

3) Castanha
A castanha pertence ao grupo das oleaginosas. Por causa de seu potencial para provocar alergias, melhor oferecê-la a partir de 1 ano de idade. Como somente crianças de 2 ou mais anos conseguem mastigá-la direito, até lá, você pode triturá-la, usando em panquecas, iogurtes e farofas. Além da gordura de boa qualidade, a castanha tem selênio, um poderoso antioxidante, ou seja, combate o envelhecimento das células. Também contém cobre, um mineral importante para afastar o risco de anemia. Por todas essas qualidades, ajuda a fortalecer a imunidade. E ainda por cima é uma opção prática para levar na lancheira.

4) Brócolis
O brócolis é um clássico – nunca sai de moda quando o assunto é saúde à mesa! Essa hortaliça contém boas quantidades de ácido fólico, substância relacionada ao desenvolvimento do sistema nervoso. Também previne anemia e protege o aparelho cardiovascular (sistema circulatório e coração). Ele pode ser refogado, assado, cozido, misturado ao arroz ou até mesmo amassado para turbinar um purê de batatas.

5) Cereais integrais
Esses alimentos são ricos em fibras – que favorecem o funcionamento intestinal –, vitaminas e minerais. Se não quiser oferecer o arroz integral, por ser mais duro do que o branco, pode substitui-lo por quinoa cozida. O preparo é igual ao do arroz, aliás. Além disso, você também pode dar milho ou aveia para o seu filho, que estão associados à prevenção de problemas cardiovasculares.

Fontes: Dyandra Loureiro, nutricionista do Hospital Infantil Sabará, Nelly Yoneyama, nutricionista do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, e Karine Durães, nutricionista especializada em pediatria.

  • Natália Folloni

    Nossa repórter adora crianças e acredita que uma mulher pode ser a melhor mãe do mundo sem abrir mão de sentir-se linda e realizada

Data da postagem: 22 de fevereiro de 2016

Tags: , , , , , , , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e
serviços que facilitam sua vida de mãe ;)