Boletim de Apgar: as primeira notas que seu filho vai receber

Como assim? Mal nasceu e o bebezinho já recebe um boletim cheio de notas? Isso mesmo! Saiba aqui o que é avaliado nesse teste


Equipe de Pediatras Fleury Medicina e Saúde
por: Equipe de Pediatras Fleury Medicina e Saúde
Todo mês, um médico especialista escreve para as it-mães

Dra. Patrícia Tosta Hernandez, pediatra do Fleury Medicina e Saúde

 

(foto: 123 TRF)

Muitas futuras mamães se perguntam o que é o teste de Apgar que o recém-nascido faz logo nos primeiros instantes de vida. O boletim foi desenvolvido em 1952 por Virginia Apgar, médica norte-americana especializada em anestesia e obstetrícia. O objetivo era ter um método rápido de avaliação clínica do recém-nascido logo no primeiro minuto de vida. Considerado o exame clínico neonatal inicial padronizado e utilizado no mundo inteiro, o método permite a verificação da necessidade de cuidados imediatos, como o reestabelecimento da respiração, por exemplo.

 

O Apgar é um verdadeiro salva-vidas, pois é o primeiro indicador de assistência à saúde do bebê. Alguns sinais podem passar despercebidos individualmente, mas em conjunto podem sinalizar a necessidade de alguma intervenção médica. O sobrenome da médica criadora tornou-se um lembrete para os principais itens que devem ser verificados no bebê durante o exame: aparência, pulso, gesticulação, atividade e respiração. No entanto, algumas mães ainda têm dúvidas sobre o procedimento. Como o Apgar é feito? E o que ele avalia exatamente? Respondo algumas questões a seguir.

 

O que é o boletim de Apgar?

O teste consiste em um sistema de pontuação com cinco itens: frequência cardíaca, esforço respiratório (por meio do choro), tônus muscular, reflexo de irritabilidade (resposta aos estímulos) e cor da pele. Para cada um dos itens é dada uma nota de 0 a 2, que são somadas no final. As notas máximas ocorrem com:

  • a frequência cardíaca do bebê maior que 100 batimentos por minuto
  • choro vigoroso
  • boa flexibilidade dos membros
  • espirro ou tosse à estimulação
  • coloração rosada da pele por todo corpo

 

Quando é feita essa avaliação?

Todos os bebês são avaliados no primeiro e no quinto minuto após o nascimento. E para aqueles que totalizam nota menor que sete no quinto minuto? Está indicado o início de manobras para o reestabelecimento do padrão respiratório adequado e a reavaliação a cada cinco minutos. Isso até o bebê obter uma nota maior ou igual a sete.

 

O que é preciso para realizar a avaliação?

Quem realiza o exame é o médico neonatologista, imediatamente após o parto. O que é preciso para a realização do exame? É necessário um bom olhar clínico, um estetoscópio para auscultar a frequência cardíaca e verificação da pulsação a partir do pulso do bebê. Em alguns casos, é necessário o uso de oxímetro de pulso, para medição da oxigenação do sangue.

 

O Apgar é igual para todos os bebês?

A pontuação de Apgar pode variar de acordo com idade gestacional, peso ao nascimento, medicações maternas, drogas ou anestesia, e anomalias congênitas. O Apgar durante reanimação neonatal, por exemplo, não é equivalente ao de bebês respirando espontaneamente.

 

Ele serve para indicar se houve hipóxia neonatal (falta de oxigênio ao nascimento)?

O Apgar não deve ser considerado como evidência de asfixia intraparto. O método serve para auxiliar na indicação de medidas de suporte respiratório ou reanimação.

 

O que o boletim de Apgar pode predizer sobre sequelas?

O método não tem o objetivo de predizer sequelas neurológicas específicas, mas sim determinar se o bebê precisa de cuidados imediatos. Porém, ele não é utilizado para indicar medidas de reanimação, tampouco se deve esperar a realização do Apgar para iniciar a intervenção, pois o primeiro minuto pode ser crucial! Nos casos em que o bebê não obtém a melhora do escore, ou seja, em situações que existe a necessidade de realizá-lo a cada cinco minutos, se o Apgar do 10º minuto for zero, o teste pode indicar aos médicos a avaliação de medidas adicionais de reanimação.

No entanto, não é preciso se preocupar caso a primeira pontuação do seu bebê não tenha sido alta nos primeiros minutos. Isso porque Apgar não é um indicador de problemas em longo prazo. O importante é que seu filho tenha progredido bem e recebido o acolhimento necessário!

 

Você também pode gostar de ler:

 

10 cuidados importantíssimos nas visitas ao recém-nascido

Encher o bebê de beijos, pode?

 

5 características do bebê que mudam com o tempo

 

 

  • Equipe de Pediatras Fleury Medicina e Saúde

    O Fleury Medicina e Saúde conta com uma equipe de pediatras nas unidades Fleury Kids, estruturadas especialmente para o atendimento diagnóstico ambulatorial pediátrico (0 a 12 anos) e criadas sob um conceito totalmente diferenciado para receber não só a criança que tem exames programados, mas também aquela que acabou de sair do pediatra com uma queixa aguda e que precisa de esclarecimento rápido, evitando assim ambientes hospitalares. Dentre eles, há pediatras especializados em imunização, endocrinologia, reumatologia, alergia, infectologia, entre outros para esclarecer as dúvidas das famílias em relação aos exames de seus filhos, oferecer suporte nos procedimentos, acompanhar os resultados e, em determinados casos, garantir a liberação dos laudos em um prazo reduzido, além de prestar consultoria ao pediatra da criança para que o médico solicitante consiga concluir o diagnóstico e tomar a decisão terapêutica de forma mais ágil e precisa.

Data da postagem: 14 de novembro de 2019

Tags: , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)